Família

Rosaceae

Nome Comum

abrunheiro-bravo, cagoiceiro-bravo

Origem

Toda Europa, oeste da Sibéria, Cáucaso, sudoeste da Ásia e noroeste de África

Tipo de Origem

autóctone

Descrição

O abrunheiro-bravo é um arbusto caducifólio, até 6 m, muito espinhoso. Possui uma ramificação tortuosa e abundante, frequentemente terminando em espinho rígido (muito raramente inermes). Folhas obovadas a lanceoladas, 2 a 4 cm, de margem crenulada a serrilhada, por vezes pubescentes nas nervuras e pecíolo. Flores numerosas, brancas, surgindo antes das folhas ou ao mesmo tempo, geralmente laterais, solitárias ou em fascículos. Corola pentâmera com numerosos estames (cerca de 15). Fruto é uma drupa globosa a oblonga, com até 2 cm de diâmetro, muito pruinosa, ácida e adstringente, azul-escuro na maturação. O endocarpo é liso e algo rugoso.

Tipo de Reprodução

hermafrodita

Forma de Vida

arbusto

Ínicio de Floração

março

Fim de Floração

abril

Perenidade

caducifólia

Inflorescência

solitária

Cor da Flor

branco

Tipo de Folha

simples

Inserção de Folha

alterna

Margem da Folha

crenada

Limbo da Folha

obovado

Tipo de Fruto

drupa

Consistência do Fruto

carnudo

Maturação do Fruto

julho

Habitat

Sebes, matos e orlas de bosques. Pode viver em solos básicos ou ácidos, preferindo-os frescos, mas bem drenados.

Observações

Alguns autores admitem a existência em Portugal de 2 subespécies: P. spinosa subsp. spinosa, algo mais pubescentes nos ramos, folhas e pedicelos floríferos, e frutos mais pequenos e arredondados. P. spinosa subsp. insititioides, glabra nos ramos, folhas e pedicelos floríferos, e frutos oblongos e maiores, até 20 mm. O abrunheiro-de-jardim é uma espécie de sombra parcial ou sol, tolerando a exposição marítima. Regenera rapidamente após corte ou fogo. É uma fonte de alimento para as abelhas e várias espécies de lagartas de borboletas (ex. Satyrium pruni). A densa ramagem proporciona um ótimo local para a nidificação de pardais, tentilhões e rouxinóis. Os frutos contêm cianeto de hidrogénio, que em pequena quantidade pode ser benéfico para estimular a respiração e digestão, contudo em excesso pode causar falência respiratória e morte.

Aplicações

Planta muito apreciada como ornamental em parques e jardins pela sua intensa floração antes de surgirem as folhas. A madeira, pela sua dureza, é utilizada para cabos de ferramentas e objetos torneados.

160 Exemplares no Parque


Porte


Folha


Flor


Fruto


Tronco