Família

Aceraceae

Nome Comum

ácer-da-Noruega-de-folhas-vermelhas

Origem

Europa e oeste da Ásia.

Tipo de Origem

alóctone

Descrição

O ácer-da-Noruega é uma árvore de folha caduca, monoica, que pode atingir os 30 m de altura, com copa oval, arredondada e difusa. Tronco bastante curto, com casca lisa ou com estrias pouco salientes. Gemas hibernantes com escamas imbricadas. As folhas são palmadas, com limbo de 10 a 18 cm, menos profundamente lobado que o bordo-comum (Acer pseudoplatanus); com 5 a 7 lóbulos, marginalmente com dentes escassos e muito pontiagudos (acuminados). A cultivarAtropurpureum’, apresenta folhas vermelhas, lustrosas em ambas as faces. O pecíolo é largo e avermelhado. Flores reunidas em corimbos eretos, intensamente amarelo-esverdeado, que aparecem antes das folhas. Os frutos, dissâmaras, são providos de asas avermelhadas que formam um ângulo obtuso entre si.

Tipo de Reprodução

monóica

Forma de Vida

árvore

Ínicio de Floração

abril

Fim de Floração

maio

Perenidade

caducifólia

Inflorescência

corimbo

Cor da Flor

amarelo

Tipo de Folha

simples

Inserção de Folha

oposta

Margem da Folha

serrada

Limbo da Folha

palmatilobado

Tipo de Fruto

sâmara

Consistência do Fruto

seco

Maturação do Fruto

setembro

Habitat

Florestas caducifólias, húmidas, com solos frescos e férteis.

Observações

A espécie Acer platanoides possui numerosas cultivares que se distinguem essencialmente pela coloração das folhas e porte da planta.

Aplicações

A cultivarAtropurpureum é uma planta ornamental em parques e jardins, muito apreciada pela coloração da sua folhagem que contrasta com as várias tonalidades de verde da maioria das restantes espécies.

2 Exemplares no Parque


Porte


Folha


Flor


Fruto


Tronco