Família

Sterculiaceae

Nome Comum

braquiquito, braquiquiton, perna-de-moça

Origem

Oceânia (Austrália).

Tipo de Origem

alóctone

Autor

(Schott & Endlicher) Brown

Descrição

O braquiquito é uma árvore sempre-verde com até 12 m de altura, com copa densa e piramidal. O seu tronco é reto, geralmente com a casca lisa e verde, fissurada. Os ramos exteriores são pendentes. As folhas são alternas, de 6 a 8 cm de comprimento, com longos pecíolos, de cor verde-escuro e de forma variável. As folhas adultas são ovadas, com o ápice muito pronunciado e nervuras bem marcadas, por vezes têm 3 a 5 lóbulos. As flores são numerosas, campanuladas, com 1 cm de diâmetro de cor branco-amarelado e com pontos roxos no interior, dispostas em inflorescências terminais formando panículas subterminais. O fruto é uma cápsula lenhosa deiscente (folículo), com cerca de 7 cm de comprimento e de cor negra na maturação. As sementes são amarelas e estão cobertas de pêlos irritantes ao tacto.

Tipo de Reprodução

monóica

Forma de Vida

árvore

Ínicio de Floração

maio

Fim de Floração

julho

Perenidade

perenifólia

Inflorescência

panícula

Cor da Flor

branco

Tipo de Folha

simples

Inserção de Folha

alterna

Margem da Folha

inteira

Limbo da Folha

ovado

Tipo de Fruto

folículo

Consistência do Fruto

seco

Maturação do Fruto

novembro

Habitat

Surge desde as zonas costeiras mais húmidas até ao interior semiárido da Austrália.

Observações

o nome do género Brachychiton, provém do grego brachys = curto e chiton = tónica, provavelmente devido à pilosidade curta e densa que cobre as sementes. O nome populneus, é alusivo às folhas que se assemelham com as do choupo (Populus).

O braquiquito é muito resistente à falta de água e por isso utilizado na Austrália como forragem em períodos de seca.

Multiplica-se por sementes. Os seus frutos colhem-se da árvore maduros (quando estão com a cor negra e abertos), desprendendo-se as sementes com facilidade. A taxa de germinação é alta e não necessita de tratamentos prévios. É uma árvore de rápido crescimento, de solos com humidade média, e é resistente à poluição urbana. Pode cultivar-se isolado, em agrupamentos ou alinhamentos.

Aplicações

É uma árvore utilizada em jardins, parques e em plantações urbanas. É uma espécie recomendada também para reflorestações no seu país de origem, onde a casca já serviu como fibra vegetal para confeccionar cordas e até para vestuário dos indígenas. Além disso, as folhas são utilizadas como alimento para o gado ruminante.

8 Exemplares no Parque


Porte


Folha


Flor


Fruto


Tronco