Família

Rosaceae

Nome Comum

nespereira, nespereira-do-Japão, nêspero

Origem

Sudeste da China, sendo todas as espécies do género Eriobotrya (cerca de 10) endémicas do este da Ásia. Naturalizada no Japão.

Tipo de Origem

alóctone

Autor

(Thunb.) Lindl

Descrição

A nespereira é uma árvore com até 10 m de altura, de copa ampla e irregular, densa e ritidoma escamoso; rebentos grossos, tomentoso-lanosos e tronco sinuoso. As folhas são perenes, simples e inteiras ou ligeiramente dentadas, com 12 a 25 cm, obovado-lanceoladas a elíptico-oblongas, verde-escuras na página superior e densamente arruivado-tomentosas na inferior, curtamente pecioladas e dispostas no extremo dos ramos, alternas ou opostas, com as nervuras bem evidentes. As inflorescências estão dispostas em panículas terminais, densamente arruivado-tomentosa, muito perfumadas; as sépalas são persistentes; as pétalas são brancas e onduladas. Possui numerosos estames (20) e ovário ínfero. O fruto é um pomo (nêspera), com 2 a 6 cm, piriforme ou elipsóide, amarelo, coroado pelas sépalas, com poucas sementes, grandes e castanhas de 1 a 1,5 cm.

Tipo de Reprodução

hermafrodita

Forma de Vida

árvore

Ínicio de Floração

outubro

Fim de Floração

fevereiro

Perenidade

perenifólia

Inflorescência

panícula

Cor da Flor

branco

Tipo de Folha

simples

Inserção de Folha

alterna

Margem da Folha

inteira

Limbo da Folha

oblongo-lanceolado

Tipo de Fruto

pomo

Consistência do Fruto

carnudo

Maturação do Fruto

abril

Habitat

Ocorre em terrenos de textura leves, frequentemente arenosos.

Observações

A nespereira é uma árvore de fruto, outrora muito apreciada, dissemina-se através das sementes, e nas variedades hortícolas, por enxertia ou estacaria. De crescimento rápido, é uma árvore pouco exigente quanto a requisitos de terreno e clima. Desenvolve-se bem em lugares luminosos, tolera as geadas e períodos prolongados de secura.

O nome genérico deriva das palavras gregas erion (lã) e botrys (cacho de uvas), alusivo à disposição das flores e frutos em panículas e a presença de pelos. É interessante verificar que embora a sua origem seja a China, o restritivo específico é japonica, de facto é uma espécie naturalizada no Japão, onde está muito difundida.

Aplicações

De grande valor ornamental por possuir rápido crescimento e pela folhagem perene densa, escura e brilhante, e pela produção de frutos, de sabor agradável, que se comem frescos ou secos. Das sementes da nêspera prepara-se um licor especial de mesa com sabor a amêndoas. Em medicina tradicional apreciam-se os frutos pelas suas propriedades moderadamente laxantes. As folhas cozidas aplicam-se em casos de diarreias e cólicas estomacais. A madeira, sem importância comercial, é muito dura, sendo por vezes usada em artesanato ou para fabricar instrumentos musicais.

3 Exemplares no Parque


Porte


Folha


Flor


Fruto


Tronco